Buscar

Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica apresenta Programas Estratégicos em Plenária do SIMDE e DESEG



O Sindicato Nacional das Indústrias de Materiais de Defesa – SIMDE e o Departamento de Defesa e Segurança da FIESP - DESEG realizaram nesta quarta-feira, 11 de agosto, a videoconferência da Reunião Plenária Conjunta com a participação do Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno, Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica.

Carlos Erane de Aguiar, Diretor-Presidente do SIMDE e Diretor-Titular do Deseg/Comdefesa da Fiesp, anunciou em seu discurso de abertura que ali se iniciava um ciclo de plenárias com as Forças apresentando seus Programas Estratégicos. “Julgamos de extrema importância essa discussão para a Base Industrial de Defesa e Segurança, tendo em vista que a proposta de Lei Orçamentária deve ser enviada ao Congresso até dia 31 de agosto, e o Orçamento de 2021 é o menor da pasta desde 2014” destacou Carlos Erane.

O Diretor-Presidente apontou que o orçamento previsto era de 9,7 bilhões, após os cortes na Lei Orçamentária caiu para 8,4 bilhões. Este valor será o suficiente para custear apenas metade das necessidades das Forças Armadas, o que resultará numa série de adaptações nos programas estratégicos, que são alongados ou reduzidos. “Essas “adaptações” impactam diretamente a BID, que já luta pela sua sobrevivência diante da falta de isonomia tributária e regulatória no país” lembrou.

Já no início de sua apresentação, o Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno citou uma importante frase publicada no artigo “Risco à Soberania Nacional” de Carlos Erane de Aguiar: “A força dos exércitos e das polícias em geral, cuja missão é, respectivamente, garantir a soberania dos países e a segurança dos seus cidadãos, só existe porque, ao lado deles, existe uma base industrial nacional de defesa igualmente forte. Indústrias que não apenas fabricam e fornecem equipamentos, mas investem em tecnologias próprias em território nacional, geram emprego, renda e estão a postos em situações de emergência. ”

O Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica fez uma breve exibição sobre a toda história da Força Aérea Brasileira, sua criação e evolução histórica, seus princípios e seus grandes desafios e apresentou os Programas Estratégicos e projetos da FAB.

No final da reunião o Tenente-Brigadeiro se dispôs a responder as perguntas feitas pela Base Industrial de Defesa, enviadas previamente pelo chat ou por e-mail.

Estiveram presentes na reunião o Tenente-Brigadeiro de Ar Aprígio Eduardo de Moura Azevedo, Diretor Executivo de Projetos e Chefe de Gabinete da Presidência da FIESP representando o Presidente Paulo Skaf e o General de Divisão Adalmir Manoel Domingos, Coordenador Executivo de Conselhos e Departamentos da Federação, coordenando os trabalhos.



94 visualizações0 comentário