Buscar

Retrospectiva das ações do SIMDE na divulgação da visão da BID sobre a crescente economia espacial

Já no início de 2022, Sindicato Nacional das Indústrias de Materiais de Defesa (SIMDE) foi convidado pelo Deputado Federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para participar de uma audiência com o Sr. Sérgio Freitas de Almeida, o então Secretário Executivo do MCTI. O SIMDE foi representado pelo Brigadeiro R1 José Vagner Vital, que apresentou o apoio das indústrias de Defesa e da Aliança das Startups Brasileiras (ASB) ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) para a expansão das ações ligadas ao setor espacial e à entrada do Brasil no mercado espacial global.

Participaram também o atual Ministro do MCTI, Paulo Alvim, na época como Secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, e o assessor especial do Ministro do MCTI, Brigadeiro R1 Ricardo Cesar Mangrich.

O encontro tratou de estratégias para atrair investimentos privados para a fronteira espacial, cujo mercado global do espaço tem perspectivas de triplicar nos próximos 8 anos e atingir 1,4 trilhão de dólares. Diversas linhas de ações foram discutidas na reunião pelo Secretário Sergio Freitas e o Deputado Federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), aproveitando o panorama mundial do Space Business exposto por Vital, Coordenador do Comitê Aeroespacial do SIMDE, que evidenciou a importância do papel da iniciativa privada. “Não podemos perder esta janela!” Afirmou o Deputado Eduardo Bolsonaro.

“O propósito aqui é trazer a contribuição da indústria de defesa para o desenvolvimento de políticas públicas que promovam a inserção da indústria espacial brasileira no mercado global”, afirmou o Coordenador.

Em sua apresentação, o representante do SIMDE destacou a conveniência em se continuar e ampliar o estabelecimento de estratégias e programas para estimular um ambiente favorável à entrada de empresas brasileiras no mercado mundial, que garantam o desenvolvimento tecnológico e benefícios para a sociedade. “A indústria de defesa do Brasil está alinhada com os objetivos do governo e quer contribuir com os esforços para a inserção do país no mercado espacial global”, concluiu.

Este convite surgiu em decorrência das ações que o SIMDE iniciou já em setembro de 2021, quando começou uma campanha de informação junto a autoridades do Executivo e do Legislativo, promovendo reuniões com o mesmo teor da ocorrida no MCTI, o que angariou o apoio do Dep. Fed. Eduardo Bolsonaro, que, inclusive, aceitou dividir o palco com o SIMDE na 10ª edição da Conferência de Sistemas e Tecnologia Militar (CSTM), dia 24 de novembro de 2021, onde brindou a audiência com detalhes de sua luta para apoiar o Ministro Marcos Pontes na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional – CREDN, por ocasião das Audiências Públicas que impulsionaram a aprovação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas entre Brasil e Estados Unidos da América. Com este acordo, o Brasil deu o primeiro passo firme para entrar no Mercado Espacial Global, a partir dos lançamentos em Alcântara.

Outro Parlamentar que hipotecou apoio imediato às ações do SIMDE em prol do Space Business foi o Deputado Federal Luis Phillippe de Orleans e Bragança, que também prestigiou o CSTM em 24 de novembro de 2021 e vem acompanhando e apoiando atentamente a evolução do tema na sociedade brasileira.

O SIMDE também obteve apoio de outros Parlamentares, como o Deputado Federal Eduardo Cury, Deputado Federal Cel. Armando e Deputado Federal Pedro Lucas Fernandes (Maranhão), que abriram seus gabinetes para reuniões longas e detalhadas, onde aspectos importantes da economia espacial global foram tratados, colocando-se à disposição do SIMDE para defender e divulgar a importância do tema para o bem do desenvolvimento e da soberania do Brasil.

Esta caminhada que começou em 2021 reforça as ações de apoio do SIMDE ao Deputado Federal Daniel Freitas, que dirige a Frente Parlamentar Mista do Programa Espacial Brasileiro e de Carlos Moura, Presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), ambos grandes apoiadores das ações dos Ministros do MCTI, antes Marcos Pontes e hoje Paulo Alvim.

O SIMDE continuará e ampliará sua campanha informativa junto às autoridades, para facilitar o entendimento da visão da indústria brasileira sobre a importância do Mercado Espacial Global (Space Business) para o Brasil e colaborar para o aumento da prioridade política dos assuntos relacionados à fronteira espacial.

38 visualizações0 comentário