Buscar

SEPROD apresenta resultados em reunião do SIMDE e do DESEG


O Secretário de Produtos de Defesa, Dr. Marcos Degaut, participou, nesta terça-feira (19) da reunião plenária conjunta realizada pelo Sindicato Nacional das Indústrias de Materiais de Defesa e pelo Departamento de Defesa e Segurança da FIESP, na sede da Federação, em formato híbrido.

A abertura foi realizada pelo Diretor-Presidente do SIMDE e Diretor-Titular do DESEG, Carlos Erane de Aguiar que, após saudar os convidados presentes, discorreu sobre a importância dessas reuniões e como elas sempre convergem com os interesses do país. Carlos Erane destacou ainda as ações do Secretário Marcos Degaut na busca pela isonomia tributária e regulatória, sempre levando as questões da Base Industrial de Defesa ao Ministério.

Ainda em seu discurso, Carlos Erane relembrou a primeira vez que Marcos Degaut participou de uma reunião do DESEG em 2018, quando foi recém nomeado ao cargo de Secretário de Produtos de Defesa. O Diretor-Presidente do SIMDE releu a nota escrita na época, onde salientava o momento histórico que o Brasil vivenciava, e fazia perguntas inerentes ao setor naquele momento.

E, após 4 anos, considerando as diversas mudanças que transcorreram no Brasil e no mundo com a pandemia global e a recente guerra, Carlos Erane refez as perguntas, destacando mais uma vez o período histórico em que vivemos: “Como o Dr. Degaut entende esse momento histórico do Brasil?”, “Qual é a nossa inserção na Geopolítica mundial?” e “Como isso se desdobra em oportunidades e ameaças para nosso país e para a nossa base industrial de defesa?”.

Marcos Degaut iniciou sua apresentação ressaltando a alegria de estar entre tantos amigos e que, graças aos esforços daqueles presentes, foi possível que a SEPROD e o Ministério da Defesa realizassem seus esforços. Assim como o Diretor do DESEG mencionou antes, em 2018 o Dr. Degaut esteve na FIESP e apresentou o planejamento estratégico que a SEPROD seguiria dali para frente e, quatro anos depois, o Secretário voltou à casa da indústria para apresentar os resultados alcançados ao longo do tempo disposto.

Durante sua palestra, Marcos Degaut expôs os diversos acordos obtidos entre o Brasil e diversos países, explorando cada vez mais as oportunidades para as empresas brasileiras, além de atualizar os números da BID que não param de crescer. Hoje, a Base Industrial de Defesa já movimenta 4,8% do PIB nacional, além de gerar 2,9 milhões de empregos diretos e indiretos, movimentando 382.8 bilhões de reais. “Nações foram forjadas tendo como pilar a indústria de defesa e, hoje, países desenvolvidos têm como pilar a valorização e o desenvolvimento da sua base de defesa”, destacou o Secretário.

Após a apresentação, Marcos Degaut se dispôs a responder as perguntas realizadas pelos convidados presentes e pelos participantes virtuais, entre as quais foi questionado o andamento do acordo DFARS (Defense Federal Acquisition Regulation Supplement) entre o Brasil e os Estados Unidos. O Secretário informou que fechar este acordo é uma prioridade no sentido de abrir o caminho para que as empresas brasileiras possam acessar o mercado de Defesa dos EUA de forma direta.

Estiveram presentes na reunião o Major-Brigadeiro Intendente Marcos Aurélio, Diretor do DEPFIN, o General de Divisão Adalmir Domingos, Coordenador Executivo de Conselhos e Departamentos da FIESP, o Vice-Almirante Guilherme da Silva Costa, Comandante do 8º Distrito Naval, o General de Divisão Duizit Brito, Chefe de Gabinete da SEPROD, o Major Brigadeiro-do-Ar Alan Elvis de Lima, Comandante do 4º Comando Aéreo Regional e o General de Divisão João Batista Bezerra Leonel Filho, representando o General de Exército Tomás Miné Ribeiro, Comandante Militar do Sudeste.

157 visualizações0 comentário