top of page
Buscar

SIMDE e DESEG recebem Secretário Nacional de Segurança Pública para Reunião Plenária Conjunta

Atualizado: 17 de jun.


Da esquerda para direita: Osvaldo Lahoz Maia, Assessor da Diretoria Regional SENAI SP, Mario Luiz Sarrubbo, Secretário Nacional de Segurança Pública (SENASP), Carlos Erane de Aguiar, Diretor-Presidente do SIMDE e Diretor-Titular do DESEG, Dagmar Cupaiolo, Vice-Presidente da FIESP e Carlos Frederico de Aguiar, Diretor do SIMDE e Diretor Adjunto do DESEG.

O Sindicato Nacional das Indústrias de Materiais de Defesa (SIMDE) e o Departamento de Defesa e Segurança da FIESP (DESEG) receberam, nesta sexta-feira (14/06), na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, o Secretário Nacional de Segurança Pública (SENASP), Mario Luiz Sarrubbo, para uma Reunião Plenária Conjunta.

 

Carlos Erane de Aguiar, Diretor-Presidente do SIMDE e Diretor-Titular do DESEG abriu a reunião destacando a importância estratégica do encontro. Ele ressaltou os resultados alarmantes de estudos recentes, como o Anuário de Mercados Ilícitos de São Paulo e o estudo Brasil Ilegal, que apontam para movimentações bilionárias no mercado ilegal, causando impactos severos na economia e na segurança pública. O Diretor-Presidente do SIMDE mencionou que apenas em 2022, o mercado ilegal movimentou cerca de 23 bilhões de reais em São Paulo, quase equivalente ao orçamento de segurança pública do estado no ano seguinte. Ele enfatizou que essas atividades ilícitas resultaram em mais de 5 bilhões de reais em impostos federais não arrecadados e mais de 2 bilhões de empregos formais não gerados, conforme dados alarmantes das análises.


Na sequência, Mario Sarrubbo, Secretário Nacional de Segurança Pública (SENASP), compartilhou sua experiência como ex-procurador geral de Justiça de São Paulo e enfatizou a complexidade dos desafios enfrentados na segurança pública. Ele destacou os custos econômicos substanciais associados à criminalidade e chamou atenção para a urgência de soluções concretas e apolíticas. O Secretário ressaltou a complexidade e a seriedade necessárias no tratamento da segurança pública, defendendo a união de diferentes visões para encontrar soluções eficazes dentro do estado democrático de direito.

 

Carlos Frederico Queiroz de Aguiar, Diretor do SIMDE, destacou a necessidade de uma maior integração entre as Forças Armadas, as forças de segurança e a indústria nacional para fortalecer as capacidades de defesa e segurança do país. Brigadeiro Veterano José Vagner Vital, Coordenador do Comitê Aeroespacial do Sindicato, abordou o potencial dos serviços espaciais e do sensoriamento remoto para melhorar a inteligência e a segurança. A discussão culminou com um apelo unânime pela cooperação e pelo fim das divisões ideológicas no debate sobre segurança pública. A importância de uma abordagem integrada e colaborativa foi reiterada como fundamental para enfrentar os desafios que afetam diretamente a sociedade brasileira.

 

Ao final da reunião, Carlos Erane expressou otimismo quanto aos avanços que podem ser alcançados com essa colaboração entre setores, destacando a importância de iniciativas como o Sistema Único de Segurança Pública (SUSP) e o Fundo Nacional de Segurança Pública para fortalecer o combate ao crime organizado e promover um ambiente mais seguro para todos os cidadãos brasileiros.


Ao término da reunião, foi entregue a Mário Sarrubbo o Anuário de Mercados Ilícitos da FIESP, que desde 2016 faz o mapeamento de nove setores da indústria e apresenta os dados sobre o tamanho e o impacto da economia criminal no estado de São Paulo.

 

A reunião contou ainda com a participação de José Cláudio Manesco, Vice-Presidente Executivo do SIMDE, Brigadeiro Veterano Nilson Soilet Carminati, Vice-Presidente de Relações Institucionais do sindicato, Christian Callas, Coordenador do Comitê de Produtos Controlados do SIMDE, Giacomo Feres Staniscia, 3º Vice-Presidente do SIMDE, André Roncolato, Coordenador Técnico do Comitê de Inovação e Tecnologia do SIMDE, e diversos representantes de empresas associadas à Entidade.




46 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page