Buscar

SIMDE e DESEG recebem Chefe do Estado-Maior do Exército


O Sindicato Nacional das Indústrias de Materiais de Defesa e o Departamento de Defesa e Segurança da FIESP receberam na sede da Federação, nesta quarta-feira, 22 de setembro, o Chefe do Estado-Maior do Exército, General de Exército Marcos Antonio Amaro dos Santos, para a Reunião Plenária Conjunta que foi realizada de forma mista, com convidados reunidos presencialmente e por videoconferência.

A abertura da reunião foi feita pelo Coordenador Executivo de Conselhos e Departamentos da Federação, General de Divisão Adalmir Manoel Domingos, que agradeceu a presença de todos os convidados e passou a palavra para o Diretor-Presidente do SIMDE e Diretor-Titular do DESEG, Carlos Erane de Aguiar.

Em seu discurso, Carlos Erane agradeceu ao Presidente da FIESP, Paulo Skaf, pelo empenho pessoal no setor de Defesa e Segurança e falou sobre a importância de discutir a dificuldade orçamentária que atinge as Forças Armadas e provoca adaptações nos projetos estratégicos que impactam diretamente a Base Industrial de Defesa. De acordo com o Diretor-Presidente, esta situação incentiva a desindustrialização do setor e traz como consequência a perda de empregos qualificados, tributos e divisas que as exportações trazem para o país.

“Mais uma vez reforço que precisamos unir esforços, Indústria, Forças Armadas e sociedade, para sensibilizar o Poder Público e o Congresso sobre a importância da regularidade orçamentária para a Defesa e assegurar o previsto na nova Estratégia Nacional de Defesa, que estabelece patamares orçamentários para a pasta de valores não inferiores a 2% do PIB”, disse Carlos Erane, ao falar da importância desta mobilização para garantir a defesa do território nacional e a continuidade de projetos prioritários que também contribuem para a retomada da economia.

O General Amaro também falou da importância dessa discussão e apresentou as ações recentes do Estado-Maior do Exército e os principais Projetos Estratégicos. Apresentou também os números atualizados da Base Industrial de Defesa, que atualmente geram 3 milhões de empregos diretos e indiretos, retorna R$ 9,80 a cada real investido, movimenta 4,46% do PIB nacional e movimentou 1,35 bilhão de dólares em exportações até agosto de 2021, um novo recorde.

Após a apresentação do General Amaro, ele se dispôs a responder as perguntas enviadas previamente e as que foram feitas pelo chat da reunião.

Participaram da reunião na Sede da FIESP o Diretor Titular do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior, Thomaz Zanotto, o Chefe do Estado Maior do Comando Militar do Sudeste, General de Brigada Edson Massayuki Hiroshi, o Assessor de Relações Institucionais do Comando Militar do Sudeste, General de Divisão Leonel, o Vice-Presidente da FIESP e Diretor Titular Adjunto do Departamento de Defesa e Segurança, Dagmar Oswaldo Cupaiolo, o Vice-Presidente de Relações Institucionais do SIMDE, Major-Brigadeiro Nilson Soilet Carminati e o Vice-Presidente Executivo do SIMDE, José Cláudio Manesco.

43 visualizações0 comentário